Marcos Loureiro
ESG Flow

Em geral, a motivação para as empresas adotarem práticas ESG vem de uma maior consciência sobre essa necessidade, da pressão do mercado, da influência dos clientes e também dos seus líderes.

A liderança ESG é um fator importante para promover mudanças, ainda que seja essencial contar com o engajamento de todo o time. O líder é aquele que inspira, influencia, toma decisões e coordena quem está ao seu redor. Por isso, neste post, vamos falar um pouco mais da importância dessas figuras no mundo de hoje. Acompanhe!

Relembrando o que é ESG

Esse já é um tema recorrente aqui no nosso blog, mas se você ainda não conferiu nenhum dos conteúdos anteriores, vamos aproveitar para relembrar o que é ESG. Afinal, apesar de ser uma das tendências do momento, muitas pessoas ainda não estão inseridas nesse universo e desconhecem o assunto.

Uma das siglas mais comentadas da atualidade, o ESG envolve três vértices principais: Environmental (Ambiental), Social (Social) e Governance (Governança). Esse é um conceito que se aplica aos mais diversos tipos de negócio, principalmente porque a sustentabilidade é algo cada vez mais necessário e cobrado das pessoas físicas e jurídicas.

As três vertentes contribuem igualmente para o sucesso de uma empresa e precisam estar entre as prioridades dos seus líderes. Um negócio dificilmente será sustentável se a liderança não acreditar no poder de transformação do ESG e garantir que esse aspectos façam parte do planejamento estratégico.

Pilares da liderança ESG

Como falamos, é difícil colocar o ESG em prática e colher seus frutos se os líderes não estiverem preparados para isso ou, pelo menos, buscando caminhos para fazer acontecer. 

Nos ambientes corporativos onde isso ainda é uma novidade, talvez seja necessário procurar a ajuda de empresas ou profissionais mais experientes para começar essa jornada. Estamos falando de um desafio de abrangência mundial, que requer o comprometimento das lideranças e soluções inovadoras para transformar o mundo que vivemos hoje.

O ponto de partida desse processo envolve um boa análise interna (forças, fraquezas, melhorias etc) e também uma pesquisa sobre tudo o que está acontecendo ao nosso redor. Mas, como já citamos aqui, os gestores exercem um papel essencial. Confira quais são algumas das características da liderança ESG:

  • visão sistêmica;
  • diversidade e inclusão social;
  • responsabilidade corporativa;
  • sustentabilidade;
  • empatia;
  • flexibilidade;
  • transparência;
  • proatividade.

Tudo isso passa pela criação de uma cultura direcionada à sustentabilidade e à responsabilidade social. As empresas devem estar dispostas a adotar práticas concretas que reflitam esses valores, sendo transparentes com o mercado e com os seus colaboradores. Essa não é uma jornada momentânea, mas que precisa ser cultivada de forma constante, observando os indicadores de desempenho e com planos de melhorias.

Obviamente isso envolve custos e muita dedicação, mas com certeza o risco de estar à margem desse movimento é maior e pode trazer muito mais prejuízos. Será que a liderança ESG já é uma prioridade no seu negócio ou ainda falta muito para isso acontecer?

Se você tem interesse em fazer parte de um ecossistema conectado com a causa ESG, entre em contato conosco e dê esse passo importante para a sua empresa!

Ajude a salvar o mundo com a Abundance Brasil!

Cadastre-se para a Pré-Venda do Abundance Token Saiba maisCompre agora